quinta-feira, fevereiro 12, 2004

Chavão francês

Nesta semana, o mundo religioso não acreditou no que ouviu: Proibição de símbolos religiosos nas escolas da França. O Ministro da Educação, sem uma justificativa melhor, recorreu, claro, aos piores chavões que encontrou.

"O ministro da Educação Luc Ferry disse que "um imenso aumento do
racismo e do anti-semitismo
" vinha ocorrendo nos últimos três anos e que a proibição faria com que as salas de aula não ficassem divididas em "comunidades religiosas militantes".
Fonte: Reuters

Com isso, os políticos franceses descartaram outros chavões muito mais úteis, como:
1.Liberdade é um direito inalienável do ser humano.
2.Cada um tem o direito de expressar seu ponto de vista.
3.Respeitar o outro é um dever de cada um.
4.Minha liberdade termina quando começa a do outro.
Postar um comentário