segunda-feira, setembro 27, 2004

A Igreja Evangélica Brasileira e os seus chavões

Não é exatamente esse o título do texto de Renato Vargens, mas ele também se une ao Ofício:

"Há! que saudade do tempo em que se cantava e entoava cânticos por missão! Reflitamos irmãos com sinceridade, será que a igreja evangélica está preocupada com a glória de Deus? Nos cultos percebemos chavões do tipo - Tudo para sua glória! - A ele o Louvor, e -outros tantos mais-, no entanto sou impelido a fazer o seguinte questionamento: Será que se Jesus entrasse em nossos templos hoje, ele agiria diferente do que agiu quando entrou no templo de Jerusalém(-essa comparação é realmente clássica!-)?"

Mas, como não poderia deixar de ser, ele também exerce o Ofício:

"Milhares de pessoas a cada ano,- tem se encontrado com o Senhor da vida- e -experimentado do poder- daquele que -transforma e muda a existência- de todos quanto o buscam. -Louvado seja o nome do Senhor por isso-!(...) Infelizmente -nem tudo é um grande mar de rosas-(...)

Sem dúvida o quadro em questão nos leva a seguinte indagação: -Pra onde a igreja está indo-? Será que ela não está -caminhando a largos passos- a uma nova "constatinização"? Será que em algum lugar de -sua caminhada- a igreja perdeu o salutar hábito de -tudo fazer para a glória de Deus-?

Mais preocupações e chavões, aqui.
Postar um comentário