quarta-feira, maio 04, 2005

Chavões que abalam céus e terra

Você já ouviu falar sobre eventos assombrosos, meio que impressionantes - tipo se R.R. Soares dissesse que não cura mais caroço - , vinculados por muitos aos sinais que indicam o fim próximo, mencionados por Jesus?

Se ainda não ouviu nem leu, o
blog Jesus em Breve voltará , baseado em Mateus 24.29, dá uma canja sobre alguns deles.

1. "O SOL ESCURO – O dia 19 de maio de 1780, foi um dia notavelmente escuro. Acenderam-se luzes em muitas casas. Os pássaros deixaram de cantar e desapareceram. As aves retiraram-se para seus poleiros..." ( Presidente Dwight, em Connecticlil llistorical Collections.)

2. "LUA SEM BRILHO – "A escuridão da noite seguinte foi provavelmente tão profunda e densa como a que mais o fosse, desde que o Altíssimo criou a luz até então; faltava-lhe apenas ser palpável, para ser tão extraordinária como aquela que cobriu a terra do Egito nos dias de Moisés. ... (Carta do Dr. Samuel Tennev, datada de Exceter, N. H. Dezembro de 1785, citada em Collections of Mass. Historical Society, vol. 1, 1792.)"

3. ESTRELAS CAINDO – No dia 13 de novembro de 1833. "Escrevendo sobre esse memorável acontecimento, o afamado astrônomo e metereologista, Prof Denison Olmsted, da Universidade de Yale, disse: 'Os que tiveram a felicidade de testemunhar a exibição de estrelas cadentes na madrugada de 13 de novembro de 1833 viram provavelmente a maior demonstração de fogos celestes que já houve desde a criação do mundo, ou pelo menos nos anais compreendidos nas páginas da História..."

E, é claro, o nosso neo-converso evento chavão, Tsunami na ásia.

4. "E haverá sinais no sol, e na lua,e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas...” (Lucas 21). As palavras de Jesus no SERMÃO PROFÉTICO revelam a veracidade das profecias diante dos fatos dos dias em que vivemos."

Alguém sugeriria mais eventos para esta lista?...
Só não vale:
1. Igrejas Pentecostais identificando-se com movimentos de esquerda.
2. Igrejas Tradicionais aceitando que novidades também podem ser utilizadas.
3. Mùsicas decentes sendo apresentadas em cultos e missas cibernéticas.
5. Pastores voltando a enfatizar a Bìblia, e não suas qualidades curativas pessoais.
6. O Papa reafirmando Cristo como o único Mediador.
7. Edir Macedo vociferando que o que importa mesmo é a fé, não o dízimo.

Aí periga Jesus voltar mesmo.
Postar um comentário