quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Daltony Jr.

Daltony, o lendário, causador da"maior onda de pão de queijo já mais vista em lugar algum do mundo', tem um filho gaúcho. Ele mora em Rio Grande, RS. Atende pelo nome de Gabriel Colombo. É escritor e modelo. E postou uma linda poesia no Youtube que o alçou à fama.

Foi o que concluimos a partir de sua Bio:

"Segundo seus pais, Marilene e Silvio, Gabriel Colombo começou a ser “ensaiado” por eles num réveillon de 1980. Nasceu em dezenove de setembro. É virginiano mas nunca lê o horóscopo do dia. Ele faz o dia. Acredita sim no poder dos astros e suas conjunções interplanetárias. Carrega só o sobrenome paterno como manda a boa tradição italiana, uma vez que é este o sangue que corre em suas veias. Para ele, arte está na veia! E, desde pequeno, quando questionado sobre o “que-queria-ser-quando-crescer” ficava sempre em dúvida: Gabriel sempre quis e quer tantas coisas que chegou a achar que o seu “tudo” não caberia em uma só vida. Bobagem!... Sempre escreveu e devora livros. Entre seus autores favoritos estão Nietzsche, Freud, Clarice Lispector e Moacyr Scliar, só para encurtar a lista. Mas o garoto é multifacetado: autodidata em inglês, é modelo, cursou Direito e Comunicação/Jornalismo por um bom e considerável tempo, é apaixonado por gastronomia e moda, e nas horas vagas o moço dedilha sua guitarra elétrica e até canta. Vive confundindo as cores pois daltônico é. Adora balas mentoladas, dispensa chicletes e pede distância de gente que vive oscilando de humor. Vicio? Livros, CD`s e Revistas. Inspiração? Música, não vive sem e na ausência acha tudo chato. Mania? Filtro solar no inverno e verão (e debaixo de chuva de canivete!). Um lugar? Londres (pra sempre). Uma roupa? Prefiro sem. Uma cor? A dos olhos de quem eu amo. O que não pode faltar? Papo, presença de espírito, papel e caneta. Uma proposta? “Que tal nos dois numa banheira de espuma?”... Visceral e passional, Gabriel vai fundo em geralmente tudo o que se propõe a realizar. Ele não faz nada no raso, e é capaz de revelar facetas que fogem as mais vãs das filosofias. Se tu achavas que já havias visto e lido tudo, era Gabriel que faltava para fechar o esquema."


Está tudo .


Será que Daltony reconhecerá a paternidade e acrescentará um link em seu site chamado: 'Meu fiho Gabriel"?
Postar um comentário